Newsletter

Cadastre-se e receba nossos boletins informativos



Redução da morte materna e “Caso Alyne” são temas de audiência pública no Senado

Tamanho da letra:

GALLISenadora Ana Rita, presidente da CDH, considera caso emblemático
Foto: Vinicius Ehlers/Acervo CDH Senado 

No dia 16 de novembro de 2001, Alyne da Silva Teixeira Pimentel, grávida de seis meses, foi vítima fatal do mau atendimento nos serviços de saúde e entrou para a história do Brasil como símbolo da luta contra a mortalidade materna. Ao ir a óbito, a jovem negra de 28 anos de Belford Roxo, na Baixada Fluminense (RJ), deixou órfã uma filha de cinco anos na época. Mais de uma década se passou. Em 2011, o país foi condenado pelo Comitê para Eliminação de todas as Formas de Discriminação contra a Mulher (Cedaw) das Nações Unidas a cumprir uma série de recomendações em relação ao caso, como indenizar a família da paciente e garantir o direito das mulheres à maternidade segura e ao acesso adequado à procedimentos obstétricos, porém esses encaminhamentos ainda não foram assegurados.

Leia mais...

Censo 2010 do Brasil é referência para países da África, América Latina e Caribe

Tamanho da letra:

seminario unfpa ibge abc

Rio de Janeiro - A população mundial possui diversas especifidades. São mais de 7 bilhões de pessoas que buscam ter suas necessidades e aspirações devidamente observadas, compreendidas e respondidas pelos governos de cada país. Suas decisões políticas podem implicar tanto no agravo quanto na redução ou solução dos problemas. Mas, para que sejam tomadas corretamente, precisam estar baseadas em boas informações, confiáveis e de qualidade. Para isso existem os Censos Demográficos, estudos de referência sobre a população que vive num determinado território, bem como seu perfil sócioeconômico, etário, étnico-racial e cultural, para citar alguns aspectos abordados. O Brasil se destaca como exemplo global nessa área, devido às metodologias avançadas de coleta, tratamento e análise de dados do IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Leia mais...

Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra implementará mais de 30 ações em Maceió

Tamanho da letra:

juventude viva

O governo federal lançou na última quinta-feira (27), em Maceió (AL), o Plano de Prevenção à Violência Contra a Juventude Negra, denominado Juventude Viva, que tem por objetivo reduzir o elevado índice de homicídios que atingem os jovens negros em todo o país, com maior gravidade em 132 municípios, que serão priorizados no Plano. A iniciativa chega a Alagoas, em caráter experimental, contemplando, além da capital, as cidades de Arapiraca, União dos Palmares e Marechal Deodoro. Serão investidos cerca de R$ 70 milhões em recursos novos, distribuídos em mais de 30 iniciativas que integram 25 programas federais.

Leia mais...

banner zica lateral

teste pequeno

banner programa de pais

banner materiais iniciativas

reducao